CURSOS E EVENTOS

Casamento Comunitário BH - EVENTO SUSPENSO

DATA

22/05/2020

HORÁRIO

10:00

DURAÇÃO

Horas de Duração

lOCAL

Até 7 de abril na sede da DPMG na Capital, na Rua dos Guajajaras nº 1.707, Barro Preto, de segunda a sexta-feira, de 12 às 17 horas

ESTE EVENTO ESTÁ TEMPORARIAMENTE SUSPENSO

Casais que moram em Belo Horizonte e sonham se casar, mas não têm condições de arcar com as taxas devidas aos cartórios, podem procurar a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG).

A Instituição está com inscrições abertas para o Casamento Comunitário 2020. Serão oferecidas vagas para 500 casais. Interessados devem procurar a Defensoria a partir de 2 de março e se inscrever até o dia 7 de abril.

O Casamento Comunitário é um evento realizado anualmente pela DPMG, em BH e em comarcas do interior, que dá oportunidade aos casais de legalizarem sua situação civil e de realizarem o sonho do grande dia: a cerimônia de casamento.

O evento acontecerá no dia 22 de maio, no ginásio do Mineirinho, com direito a tudo que o uma cerimônia tradicional tem: entrada em tapete vermelho, marcha nupcial, troca de alianças, ornamentação especial, bolo fake, benção ecumênica e muito mais.

Tudo isso por meio da ajuda de parceiros que, em uma ampla rede de solidariedade e compromisso social, participam da ação com trabalho e doações.

O Casamento Comunitário se destaca por proporcionar não só a proteção jurídica e garantia dos direitos civis da família e sucessões, mas a regularização de relações familiares, a valorização do afeto do casal e, consequentemente, da família, revelando-se importante fator de prevenção aos conflitos sociais.

Além dos aspectos social, afetivo e jurídico, o Casamento Comunitário garante aos cidadãos vulneráveis a possibilidade de realizar a união civil com isenção de taxas e emolumentos.

A coordenadora regional de Família e Sucessões da Capital, defensora pública Caroline Loureiro Goulart Teixeira, destaca que “além de celebrar o amor, a união civil garante segurança jurídica em questões como pensão, auxílios, inventários, partilha e direito de herança”.

Clique aqui para ver a entrevista da defensora pública Caroline Loureiro Goulart Teixeira.

Cadastro

As pessoas que desejarem realizar o sonho de se casarem, mesmo aquelas que já vivem em união estável, deverão fazer o cadastro entre 2 de março e 7 de abril na sede da DPMG na Capital, na Rua dos Guajajaras, nº 1.707, Barro Preto, de segunda a sexta-feira, de 12 às 17 horas.

A Defensoria Pública fará as inscrições e, estando os documentos em ordem, a habilitação para o casamento será feita pelos Cartórios de Registro Civil de Belo Horizonte.

Os cartórios farão a avaliação da condição financeira dos nubentes, razão pela qual o fato de a Defensoria Pública realizar a inscrição não garante a gratuidade do casamento.

Parceiros

A ação conta com o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais, Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Polícia Militar de Minas Gerais, Cartórios de Registro Civil de Belo Horizonte, Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos de Minas Gerais (ADEP-MG), Servas, Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH), Cereser, Madrinhas do Coração – Voluntárias BH, Dilene Confiserie, Sicoob JUS-MP e Supermercados BH, Artfas cerimonial & promoções, Senac, Copasa, BH Mídia OOH, MM Efeitos Especiais, Sindicato Intermunicipal das Empresas de Bufê de Minas Gerais (Sindbufê/MG) e Luz e Flor – Decoração de Eventos.

O evento é realizado por meio da Coordenadoria Regional de Família e Sucessões da Capital, com o apoio da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProC).

Compartilhar com:
Tags: