CURSOS E EVENTOS

Congresso aborda Médoto Apac

DATA

22/06/2022 a 25/06/2022

LOCAL

SESC Venda Nova

Post Thumbnail


Os 50 anos do movimento apaqueano serão celebrados no 9º Congresso das APACs. Além de marcar décadas de superações e conquistas, o evento visa aproximar e alinhar os diversos colaboradores do ecossistema rumo ao fortalecimento institucional. 

Objetiva, também, estabelecer bases para a expansão estratégica do Método, a fim de ser reconhecido como política pública penitenciária e boa prática na humanização do sistema prisional, amenizando os índices de reincidência criminal e reduzindo os custos de construção e manutenção. Conferências, mesas redondas temáticas, workshops, momentos culturais e comemorativos estão previstos.

O Congresso será realizado nas dependências do SESC Venda Nova, pela Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), em cooperação com a Prison Fellowship International (PFI), o TJMG, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, a Procuradoria Geral do Estado de Minas Gerais, a #DPMG, a AVSI Brasil, Instituto Minas Pela Paz e demais parceiros.

Consulte: www.fbac.org.br/congresso

Sobre a APAC

É uma entidade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que aplica uma terapêutica penal própria, cujo objetivo é promover a humanização das prisões, sem perder de vista a finalidade punitiva da pena. Seu propósito é recuperar o preso, proteger a sociedade, socorrer as vítimas e promover a justiça restaurativa, reduzindo assim a reincidência no crime e a economia de custos. 

Estatísticas

Dois indicadores de sucesso da metodologia: a taxa de reincidência em 13,9% e o custo per capita de 1/3 em comparação com a pessoa privada de liberdade no sistema prisional comum.

Há 63 APACs em funcionamento (masculinas e femininas) em 7 estados. Dentre essas, 9 unidades são femininas. Há uma experiência inovadora de trabalho com adolescentes em conflito com a lei em #Frutal (MG). Outras 80 unidades estão em diferentes estágios no Brasil. A metodologia já é adotada em 12 países.

A Defensoria de Minas integra o Conselho Deliberativo das APACs mineiras e apoia 100% a difusão da metodologia de recuperação e reinserção social voltada para a valorização humana.

Compartilhar com: