Artigo científico ressalta efetividade do MESC na redução da violência escolar

Por Assessoria de Comunicação em 19 de janeiro de 2021

Programa coordenado por defensora pública de Minas Gerais tem como um dos objetivos buscar a pacificação no ambiente comunitário

A Revista Educação &Cultura Contemporânea, do Programa de Pós-Graduação da Universidade Estácio de Sá, publicou em sua última edição o artigo “Indicadores para análise de programas de prevenção de violência escolar: o que professores e alunos têm a dizer”, da professora dra. Joyce Mary Adam.

O artigo apresenta resultados da pesquisa da autora, cujo objetivo foi analisar quais elementos professores e alunos de escolas estaduais de Minas Gerais e São Paulo propõem como indicadores significativos para avaliar a efetividade de propostas governamentais de prevenção à violência escolar.

Para a elaboração destes indicadores, foram avaliados os programas Mediação de Conflitos em Ambiente Escolar – MESC, em Minas Gerais, coordenado pela defensora pública Francis Coutinho, e Sistema de Proteção Escolar, no estado de São Paulo.

De acordo com a coordenadora do MESC, defensora pública de Minas Gerais, Francis Coutinho, a pesquisa científica, utilizando elementos qualitativos e quantitativos, comprova a eficácia do projeto no controle da violência, seus efeitos e relevância social.

“O estudo valida o projeto MESC como instrumento institucional eficaz de mediação escolar. O trabalho desenvolvido busca, por meio da efetividade do respeito à diversidade e aos valores de tolerância e empatia, combater preconceitos de toda ordem, garantindo assim a pacificação do ambiente comunitário”, ressalta a defensora pública.

Para ler o artigo na íntegra, clique aqui

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS