Defensoria abre inscrições para nova edição do curso “Aprendendo a conciliar” em Vespasiano

Por Assessoria de Comunicação em 31 de março de 2022

 A defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) em Vespasiano abre inscrições, no mês de abril, para o curso “Aprendendo a Conciliar”; A iniciativa retorna depois de dois anos, após a flexibilização das medidas de segurança sanitária decorrentes da pandemia.

O curso é realizado por meio da Escola Superior da Defensoria Pública de Minas Gerais (Esdep-MG), com o apoio da Coordenadoria de Projetos, Convênios e Parcerias (CooProc), da DPMG, e cooperação da Faculdade da Saúde e Ecologia Humana (Faseh).

O objetivo da formação é oferecer aprendizado aos estudantes de Direito sobre os métodos de mediação e conciliação de conflitos na área da família, com orientação de defensora e defensor público.

Nesta edição serão oferecidas 12 vagas para alunos que cursam Direito de todos os períodos. As inscrições poderão ser feitas a partir de 4 de abril, até 20 de abril, pelo email comarca.vespasiano@defensoria.mg.def.br.

O início do curso, no espaço do Núcleo de Prática da FASEH, será no dia 27 de abril. A programação prevê a realização de uma carga horária total de 48 horas, divididas entre aulas teóricas às quartas e sextas-feiras, de 13 às 17 horas, e atividades práticas às sextas-feiras, de 13 às 17 horas.

Para demais informações, interessadas e interessados podem entrar em contato no telefone: (31) 3109-5363.

Acesso à solução extrajudicial

A defensora pública em atuação na comarca de Vespasiano, Romana Costa Luiz de Almeida, frisa que no cotidiano da Defensoria muitos conflitos trazidos pelos assistidos e assistidas são passíveis de solução rápida e eficiente com a tentativa prévia de conciliação entre as partes.

Desta forma, o projeto “Aprendendo a Conciliar” é uma oportunidade para estimular estudantes a buscar a conciliação na prática jurídica e ao mesmo tempo ampliar o acesso das pessoas atendidas à solução extrajudicial de conflito.

“Conciliando a vontade da instituição de ampliar o atendimento extrajudicial com o interesse das alunas e alunos em aprender na teoria e na prática como conciliar demandantes, a união de forças entre DPMG e Faseh é capaz de gerar frutos positivos para toda comunidade”, salienta Romana Almeida.

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS