Defensoria Pública de Minas e SEE concluem curso de iniciação à mediação de conflitos e convivência cidadã para profissionais da Educação de todas as regionais do estado

Por Assessoria de Comunicação em 24 de novembro de 2021

Iniciativa do projeto Mesc da DPMG, capacitação é uma das metas do termo de cooperação entre os órgãos

A Defensoria Pública de Minas Gerais, por iniciativa do projeto Mesc – Mediação de Conflitos no Ambiente Escolar, e com o apoio da sua Escola Superior (Esdep-MG), finalizou, no dia 18 de novembro, a formação “Iniciação à mediação escolar e convivência cidadã”. O curso é uma das metas do Termo de Cooperação Técnica (TCT), firmado pela DPMG e a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG).

Voltada para analistas da SEE, das 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs), de todo o estado, a capacitação foi ministrada pela defensora pública Francis Coutinho, coordenadora do Mesc.

O curso foi realizado de forma virtual

Sensibilizar e propagar a mediação como instrumento hábil, capaz de solucionar conflitos nas escolas, e incentivar as SREs a divulgá-la entre os gestores como prática dialógica e democrática foram os objetivos da capacitação.

Durante o curso iniciado em agosto, a defensora pública apresentou, de modo prático, como esse trabalho pode ser realizado através da rotina do projeto Mesc. O conteúdo abordou as características e especificidades da mediação escolar, com verificação dos momentos possíveis de sua utilização, bem como dos elementos necessários para elaborar, implementar e monitorar um projeto junto de um estabelecimento de ensino.

Com quatro turmas ofertadas, foram 102 inscritos e um total de 86 cursistas aprovados.

A capacitação foi realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEE/MG), por intermédio da Coordenação de Temáticas Especiais e Transversalidade Curricular da Diretoria de Modalidades de Ensino e Temáticas Especiais (CTETC/DMTE).

Na avaliação de Fabiana Benchetrit dos Santos, analista educacional e coordenadora da CTETC, o curso “oferece subsídios para que as equipes das Superintendências Regionais de Ensino e Unidade Central da SEE/MG possam apoiar as escolas estaduais na construção de seu próprio processo de mediação, formando multiplicadores da cultura de paz e contribuindo para a consolidação de um ambiente democrático e inclusivo na rede estadual de ensino”.

Alessandra Amaral / Jornalista DPMG

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS