Defensora pública participa de audiência na Assembleia Legislativa sobre violência contra a mulher

Por Assessoria de Comunicação em 12 de novembro de 2021

A defensora pública Ana Cláudia Braga Arêas Pinheiro Pinto, titular da Defensoria Especializada na Promoção e Defesa das Mulheres em Situação de Violência em Contagem, participou da audiência pública que debateu a importância de iniciativas educacionais como forma de prevenir a violência contra a mulher na sociedade.

O encontro foi realizado nesta quinta-feira (11/11) pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), com enfoque ao concurso de redação realizado pela Prefeitura de Contagem, cujo tema foi “Educação: Um Caminho na prevenção da violência contra a mulher”.

Em sua fala, a defensora pública destacou principalmente a importância das escolas na desconstrução do machismo em sociedade, de modo a não aceitar e muito menos naturalizar a violência de gênero. Além disso, Ana Cláudia parabenizou também as participantes do concurso e destacou a relevância das pesquisas feitas pelas jovens no sentido de transformação social a respeito da temática.

“A partir de agora todas elas são agentes de transformação social. Contamos com vocês para que levem adiante as informações que obtiveram, com o objetivo de fazer a diferença”, pontuou a defensora pública.

Ela destacou também a necessidade de aproximar a segurança pública da comunidade, além da importância de iniciativas como a do concurso, para que possamos prevenir atos de violência de gênero. “A partir de planejamentos e inciativas saem grandes ideias e projetos, que se transformam realmente em políticas que mudam a realidade de várias pessoas”, reforçou Ana Claúdia.

A defensora pública Ana Cláudia Arêas durante sua apresentação – Reprodução Ascom/DPMG

Participantes do concurso

Estiveram presentes na audiência as alunas premiadas pelo concurso de redação realizado pela Prefeitura Municipal de Contagem. São elas: Rebecca Aguilar Ferreira, Marina Melo de Oliveira, Maria Eduarda Silva dos Anjos e Camile Silva de Azevedo.

Em suas apresentações, as jovens pontuaram a importância de iniciativas dentro de uma política de educação voltada para as mulheres, a necessidade da escola para debater a violência de gênero, além do alerta à percepção dos sinais daquelas que sofrem.

Além disso, falaram sobre a reflexão a respeito do tema, de grande relevância social. “Fazer a redação me levou a uma reflexão profunda. Muitas vezes, vivemos essa violência, mas não sabemos identificar”, apontou uma das alunas.

Participações

Participaram da audiência a prefeita de Contagem e ex-deputada, Marília Campos; as deputadas Ana Paula Siqueira e Beatriz Cerqueira; a presidente do Conselho Municipal da Mulher de Contagem, Patrícia de Cássia Silva; a titular da Delegacia de Mulheres de Contagem, Mellina Clemente; e a secretária de Educação de Contagem e presidente da Funec, Telma Fernanda Ribeiro.

Esteve presente também o professor e coordenador do Curso de Psicologia da Univeritas, Hugo Goés Bento, que falou sobre a necessidade de debates e projetos desenvolvidos com homens, com a inclusão de discussões sobre masculinidade hegemônica.

Foto: Daniel Protzner / ALMG

Fonte: Ascom/DPMG, com informações da ALMG

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS