DPMG faz atendimentos itinerantes na VI Jornada Mundial dos Pobres e em ações de enfrentamento da violência contra a mulher

Por Assessoria de Comunicação em 23 de novembro de 2022

A Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG), em sua missão de prestar assistência jurídica integral e gratuita aos necessitados, realizou atendimentos em eventos de celebração da “VI Jornada Mundial dos Pobres” e no calendário de ações dos “Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.

VI Jornada Mundial dos Pobres

No sábado (19/11), representantes da Defensoria Pública de Minas estiveram presentes no pátio da Igreja São José, no centro de Belo Horizonte, onde foram realizados diversos tipos de atendimento, compreendendo principalmente  as áreas cível, família, criminal e saúde.

Foram dadas orientações quanto à confecção de novos documentos, informações e encaminhamentos das demandas de cunho previdenciário acerca de benefícios previdenciários diversos, contando também com o apoio  de uma equipe de enfermagem, cabeleireiro, manicures e maquiadoras.

Estiveram presentes as defensoras públicas Bruna Helena Neves Oliveira e Alenise Lopes, e o defensor público Luis Renato Braga Arêas Pinheiro. Também participaram a representantes da Assistência Social da Prefeitura e da Copasa.

Grande parte do público atendido foi de pessoas em situação de rua, extrema pobreza ou vulnerabilidade social.

Luis Renato, Bruna Oliveira e Alenise Lopes no atendimento na igreja São José

Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher

A ação integrante do calendário dos Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, integra calendário de atendimentos que se estenderão até o dia 26 de novembro.

A iniciativa começou no sábado (19/11), em Diamantina, e é resultado de parceria entre a DPMG, prefeituras, Rede de Enfrentamento à Violência contra Mulheres do Alto do Jequitinhonha, a Delegacia de Mulheres, Ordem dos Advogados do Brasil, Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde, Educação e Cultura, Polícia Militar e sociedade civil.

Durante os dias de ativismo serão realizadas ações de prevenção e atendimento às mulheres em situação de violência. Além dos serviços de acolhimento das mulheres, serão ofertados vários outros atendimentos.

A ação foi organizada nos municípios nas seguintes datas: 19/11 – Diamantina; 20/11 – Itamarandiba;  21/11 – Couto Magalhães de Minas;  22/11 – Gouveia; 23/11– Conceição do Mato Dentro; 25/11 – Serro; 26/11 – Felício dos Santos.

Ação Mulher

Nesta terça-feira (22/11), ocorreu também a segunda edição do evento “Ação Mulher”, uma parceria entre a Defensoria Pública de Minas, prefeitura, Rede de Enfrentamento à Violência contra Mulheres do Alto do Jequitinhonha e a Delegacia de Mulheres de Diamantina, que integra a ação “Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.

Esteve presente a defensora pública Samantha Vilarinho Mello Alves, defensora pública-auxiliar da Defensoria Pública-Geral e coordenadora estadual de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres.

Foram realizados serviços de acolhimento, ações de prevenção e atendimento às mulheres em situação de violência.

Samantha Vilarinho fez atendimento itinerante em Diamantina

Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher do Alto Jequitinhonha

A Rede tem atuação articulada entre as instituições do poder público e a sociedade civil organizada, para o enfrentamento à violência de gênero contra a mulher e a efetiva aplicação da Lei Maria da Penha.

É composta por 27 municípios e possui caráter laico e tem como objetivos: desenvolvimento de estratégias efetivas de prevenção; busca de políticas que garantam o protagonismo das mulheres; desconstrução da cultura machista e responsabilização dos agressores e assistência qualificada às mulheres em situação de violência.

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Utilizamos cookies neste site para: melhorar a funcionalidade, personalizar a experiência de navegação, analisar o tráfego e para efeitos de marketing e publicidade personalizada. Veja nossa Política de Privacidade.

Cookies estritamente necessários: São aqueles cookies que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Os cookies de estatísticas, ou análises, traduzem as interações dos visitantes em relatórios detalhados de comportamento, de maneira anônima.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

A opinião do cidadão é importante para a constante melhoria dos serviços. Para críticas, sugestões ou esclarecer dúvidas, Fale com a Defensoria.