DPMG participa de reunião interinstitucional para discutir pontos de campanha contra a importunação sexual no estádio Independência

Por Assessoria de Comunicação em 27 de julho de 2022


No intuito de ampliar discussões e traçar ações para combater à prática de importunação sexual contra mulheres em estádios de futebol, a Defensoria Pública de Minas (DPMG) participou de nova reunião interinstitucional no dia 21 de julho, desta vez na Arena Independência, em Belo Horizonte.

Na oportunidade foi realizada uma visita técnica, a fim de conhecer as providências que a administração do estádio já adota na prevenção à importunação sexual e os mecanismos que existem para coibir essa violência de gênero e identificar os autores dos crimes.

Apresentados os serviços de segurança do Independência, foram discutidos pontos importantes relacionados com a campanha “Todas e Todos contra a Importunação Sexual”, já adotada pelo Mineirão.

Pela DPMG participaram a defensora pública Samantha Vilarinho, coordenadora estadual de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres, e o defensor público Paulo Cesar Azevedo, à frente da Coordenadoria Estratégica em Tutela Coletiva (CETUC).

Também estavam presentem o gerente de Operações de Segurança do Independência, Helber Gurgel, representantes do Ministério Público de Minas Gerais, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais; da Polícia Militar; da Ordem dos Advogados do Brasil e da sociedade civil.

A defensora pública Samantha Vilarinho e o defensor público Paulo Cesar Azevedo, representaram a DPMG na visita técnica realizada no estádio Independência, que teve a participação de representantes de outras instituições e da sociedade civil

Na reunião, a gerência do estádio apresentou algumas medidas já adotadas pelo Independência: construção de banheiros e celas separados por gênero, equipamentos tecnológicos, presença da Polícia Militar, sistema de câmeras, identificação de autores, treinamento de vigilantes, campanha de combate à violência de gênero, entre outras.

A importunação sexual é um ato repugnante, fruto de pensamentos arcaicos e discriminatórios. Os crescentes casos de violência contra a mulher nos estádios têm exigido medidas mais enérgicas de autoridades e do Poder Público.

“Nos últimos anos, casos de importunação sexual contra torcedoras e crimes raciais ocorridos em estádios têm ganhado o noticiário. Essas práticas de violências de gênero e racial maculam a história do esporte e acendem um alerta para a urgência de que as instituições públicas articulem políticas para o enfrentamento do machismo e do racismo em todos os espaços, inclusive nos ambientes de convivência e lazer”, diz o defensor público Paulo Cesar Azevedo.

“Daí a relevância de fazer com que a campanha ‘Todas e Todos contra a Importunação Sexual’ avance pelo território de Minas Gerais, assegurando que mulheres de todas as regiões do estado possam transitar com segurança onde quiserem estar, inclusive nos campos de futebol” completa o defensor público.

Vídeos educativos no telão

De novembro a dezembro de 2021, a Defensoria Pública de Minas desenvolveu uma série de vídeos com o título “Defensoria por Elas”, para integrar a campanha mundial dos “21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

A divulgação da campanha da DPMG ganhou o apoio da Minas Arena, administradora do Mineirão, que passou os vídeos em seus telões, antes e nos intervalos das partidas pelo Campeonato Brasileiro, na época. 

Rodrigo Siqueira, estagiário sob supervisão da Ascom.

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS