Campanha solidária da Defensoria Pública contempla cerca de 200 famílias vulneráveis em Patos de Minas

Por Assessoria de Comunicação em 21 de junho de 2021

Quase 200 famílias de Patos de Minas, na região do Triângulo Mineiro, foram beneficiadas com a “Campanha Solidária em Prol da Dignidade Humana – E você, fez a sua parte?”, promovida pela Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG). A iniciativa buscou reduzir os impactos da pandemia de Covid-19 na subsistência de famílias economicamente vulneráveis do município.

A campanha foi realizada no período de 7 de maio a 15 de junho.

Concentradas na Unidade da DPMG em Patos de Minas, as arrecadações contaram com a doação de alimentos, agasalhos e itens de higiene pessoal.

Foram parceiros da iniciativa Sicoob Jus-MP, Super Cesta Básica de Alimentos, Comunidade Viva sem Fome, Mesa Brasil Sesc, Banho de Amor e ECR Agronegócios, além de moradores da cidade.

Representantes da DPMG e de entidades apoiadoras e algumas das doações arrecadadas

A Defensoria Pública fez a entrega das doações às famílias semanalmente, na medida em que foram arrecadadas.

Para receber as doações, as famílias em situação de vulnerabilidade da comarca fizeram o cadastramento na unidade da Defensoria Pública em Patos de Minas. Foram beneficiadas também as famílias cadastradas na Casa da Sopa Tia Euzápia, entidade filantrópica que desenvolve projetos da proteção social básica na comarca.

Registro de uma das entregas feitas às famílias

Eduardo Eugênio Ferreira, dirigente da Casa da Sopa Tia Euzápia, considera que as doações beneficiaram muitas famílias em necessidade e risco social.

A defensora pública Maysa Veloso de Castro Almeida, que coordenou o projeto, destaca o engajamento da Defensoria Pública de Minas Gerais na promoção do bem-estar social. “Nossa Instituição tem mostrado que, juntos, podemos contribuir para que as pessoas vivam com um mínimo de dignidade”. 

Emocionada com as contribuições que permitiram o sucesso da Campanha, Maysa Veloso manifestou sua gratidão aos doadores, “por ajudarmos em conjunto a saciar a fome daqueles que sofrem e pedem socorro ou apenas um prato de comida por mais um dia”.

Alessandra Amaral / Jornalista DPMG

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS