Defensoria Pública de Minas participa de lançamento da Revista de Precedentes Qualificados

Por Assessoria de Comunicação em 23 de novembro de 2022

Revista do TJMG – A defensora pública-geral de Minas Gerais, Raquel da Costa Dias, participou do lançamento do quarto número da Revista de Precedentes Qualificados, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. O lançamento aconteceu nesta terça-feira (22/11), no Auditório do Tribunal Pleno da Corte Mineira.

Com periodicidade anual, a publicação foi elaborada pela 1ª Vice-Presidência, com o apoio da Presidência e da 2ª Vice-Presidência.

Precedentes qualificados são produtos de procedimentos especificamente voltados à consagração de uma tese jurídica apta a retratar o entendimento do tribunal sobre determinada matéria e a ser aplicada a todos os processos, pendentes e futuros, que abordam o mesmo tema.

Defensora pública-geral compôs a mesa de autoridades – Fotos: Marcelo Sant’Anna/DPMG

O evento foi presidido pelo presidente do TJMG, José Arthur Filho, e contou também com a presença do 1º vice-presidente, desembargador Alberto Vilas Boas; 2º vice-presidente do TJMG, desembargador Renato Dresch; a 3ª vice-presidente, desembargadora Ana Paula Nannetti Caixeta; o ex-presidente e atual superintendente administrativo adjunto do TJMG, desembargador Geraldo Augusto de Almeida; o chefe da Defensoria Pública da União em Minas Gerais, Estevão Couto; a advogada geral adjunta de Minas Gerais, Margarida Maria Pedersoli; a gerente dos Núcleos de Apoio a Gestão de Gabinetes e de Gerenciamento de Precedentes, Rafaella Costa Assunção; e a secretária de Padronização e Acompanhamento da Gestão Judiciária, Cátia Lalucia de Rezende.

Compartilhar com:
Tags:

OUTRAS NOTÍCIAS RELACIONADAS

Utilizamos cookies neste site para: melhorar a funcionalidade, personalizar a experiência de navegação, analisar o tráfego e para efeitos de marketing e publicidade personalizada. Veja nossa Política de Privacidade.

Cookies estritamente necessários: São aqueles cookies que permitem a você navegar pelo site e usar recursos essenciais, como áreas seguras, por exemplo. Esses cookies não guardam quaisquer informações sobre você que possam ser usadas em ações de comunicação de produto ou serviço ou para lembrar as páginas navegadas no site.

Os cookies de estatísticas, ou análises, traduzem as interações dos visitantes em relatórios detalhados de comportamento, de maneira anônima.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

Os cookies ajustam o site a serviços de terceiros, como links em redes sociais, comentários, chatbots, etc.

A opinião do cidadão é importante para a constante melhoria dos serviços. Para críticas, sugestões ou esclarecer dúvidas, Fale com a Defensoria.